21 setembro, 2009

Extinsão em massa Parte 7 (Final).


Extinção em massa do Holoceno

é a extinção em massa de espécies, em escala mundial, que está ocorrendo durante a moderna época geológica do Holoceno. A grande quantidade de extinções cobre numerosas famílias de plantas e animais incluindo mamíferos, aves, anfíbios, répteis e artrópodes; boa parte das quais nas florestas tropicais.
Mamute (Mammuthus primigenius)
Em sentido amplo, a extinção em massa do Holoceno inclui o desaparecimento notável de grandes mamíferos, conhecidos como megafauna, ao fim da última glaciação, de 9.000 a 13.000 anos atrás. Tais desaparecimentos tem sido considerados ou como uma resposta às mudanças climáticas, o resultado da proliferação dos humanos modernos, ou ambos. Estas extinções, que ocorreram perto do limite Pleistoceno-Holoceno, são às vezes citadas como extinções em massa do Pleistoceno ou extinções em massa da Era do Gelo. Todavia, a extinção em massa do Holoceno continua através dos vários milênios passados e inclui o tempo presente.
A extinção em massa da Era do Gelo é caracterizada pela extinção de muitos mamíferos de grande porte, pesando mais de 40 kg. Na América do Norte, cerca de 33 dos 45 gêneros de mamíferos de grande porte foram extintos, na América do Sul 46 de 58, na Austrália 15 de 16, na Europa 7 de 23, e na África subsariana, somente 2 de 44. A extinção em massa da América do Sul testemunhou o resultado do Grande Intercâmbio Americano. Somente na América do Sul e Austrália a extinção ocorreu ao nível de famílias taxonômicas ou mais alto.
Dodó das Maurícias
Dodó das Maurícias: era uma ave não-voadora com cerca de um metro de altura que vivia nas ilhas Maurício, uma das ilhas Mascarenhas na costa leste da África, perto de Madagascar.
Existem duas hipóteses principais que dizem respeito à extinção em massa do Pleistoceno:
1- Os animais morreram devido a mudança climática: o recuo da calota polar.
2-Os animais foram exterminados pelos humanos: a "hipótese da matança pré-histórica" (Martin, 1967).

O sapo-dourado da Costa Rica, extinto por volta de 1989. Seu desaparecimento tem sido atribuído à mudança do clima.

A taxa de extinção observada tem se acelerado dramaticamente nos últimos 50 anos. Não há uma concordância generalizada se as extinções mais recentes devem ser consideradas como um evento distinto ou meramente como parte de um único processo crescente. Somente durante estas partes mais recentes da extinção em massa, as plantas sofreram grandes perdas. Acima de tudo, a extinção em massa do Holoceno é caracterizada mais significativamente pela presença de fatores de influência humana e é muito curta em termos de tempo geológico (dezenas a milhares de anos) se comparada a maioria das outras extinções em massa.
Em 1998, o American Museum of Natural History fez uma pesquisa entre biólogos a qual revelou que a maioria deles acredita que estamos no início de um processo de extinção em massa tremendamente acelerada, de origem antropogênica. E.O. Wilson de Harvard, em The Future of Life (2002), calcula que nas taxas atuais de perturbação humana na biosfera, metade de todas as espécies de vida estarão extintas em 100 anos. Numerosos estudos científicos desde então, tal como um relatório de 2004 da Nature, e aqueles entre os 10.000 cientistas que contribuíram para a Lista Vermelha anual de espécies ameaçadas da IUCN, só fortaleceram esse consenso.
Escala de tempo geológico representa a linha do tempo desde o presente até a formação da Terra, dividida em éons, eras, períodos,épocas e idades, que se baseiam nos grandes eventos geológicos da história do planeta. Embora devesse servir de marco cronológico absoluto à Geologia, não há concordância entre cientistas quanto aos nomes e limites de suas divisões. A versão aqui apresentada baseia-se na edição de 2004 do Quadro Estratigráfico Internacional da Comissão Internacional sobre Estratigrafia da União Internacional de Ciências Geológicas.

Link das imagens e texto: http://pt.wikipedia.org/wiki/Extinção_em_massa

E isto ai pessoal terminamos nesta postagem as hipoteses de extinção em nosso Planeta ...espero que comentem o que acharam não se esqueçam elogios e criticas são bem vindas so assim conseguiremos melhorar a qualidade...

Conheça também as outras extinções nos links abaixo:
Extinção em Massa parte 1 e 2
Extinção em massa parte 3 e 4
Extinção em massa parte 5 e 6.