Pular para o conteúdo principal

Postagens

Impacto muito bom.

Hoje estava eu na Internet como sempre, procurando uma ideia de postagem e deparei me com algo raro em minha mente não tinha opções ou não tinha inspiração para ser mais preciso, pensei pensei e pensei, nada vinha então disse a minha esposa, vamos assistir um filme para relaxar nesta tarde fria, e ela aceitou prontamente e vendo os filmes que tinha disponível , coloquei para assistir "Impacto" uma mini serie de Ficção Ciêntifica com 3 horas de duração, que passa a mensagem sobre um impacto de um meteoro com a Lua e os efeitos devastadores desta colisão para a vida na terra ,esta produção e de 2008 com os principais atores David James e Natasha Henstridge, o ator não conheço bem, mas a atriz e muito conhecida ela fez "A Experiência" aquele que já teve varias continuações do ser com DNA alienígena e humano e também a serie "três Espiãs",pensei que era apenas mais um filme catástrofe como qualquer um, mas fui surpreendido com uma historia bem amarrada,uma f…

Nebulosa Olho de Gato

Nebulosa Olho de Gato capturada pelo Telescópio Espacial Hubble da NASA

A DISTANCIA DESTA NEBULOSA DA TERRA E DE APROXIMADAMENTE 1000 Parsec ou 3000 Anos Luz

Parsec Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. O Parsec (símbolo: pc) é uma unidade de distância usada em trabalhos científicos de astronomia para representar distâncias estelares. Equivale à distância de um objeto cuja paralaxe anual média vale um segundo de arco (1"). Devido à definição da paralaxe anual, o parsec também pode ser entendido como a distância à qual se deveria situar um observador para ver uma unidade astronômica (UA) -- equivalente à distância da Terra ao Sol -- sob o ângulo de um segundo de arco. A palavra parsec surgiu da contração das palavras "paralax" (paralaxe) e "second" (segundo). A palavra surgiu pela primeira vez em um artigo astronômico em 1913, numa nota de rodapé, na qual Frank Watson Dyson expressa preocupação em adotar um nome para representar a distância das estrelas a par…

Aurora ou Luzes Polares

No Hemisfério Norte como "Aurora Boreal" ou Luzes do Norte.

Fonte: informacaovirtual.com
São observadas a olho nu, na maioria das noites claras e calcula-se que estes efeitos estejam em alturas de cerca de 100Km. Nas latitudes médias, são usualmente observadas como um brilho que lembra o alvorecer no horizonte na direção dos pólos, mas , ocasionalmente, acompanhando erupções solares,em latitudes menores são vistas diretamente acima da cabeça do observador. Elas assumem varias formas, uma das mais impressionantes são as bandas de dobra que fazem lembrar uma cortina movendo no Céu.Auroras, são de varias cores, são produzidas quando os átomos da atmosfera superior são atingidos pelos raios solares e os conduzem para o contato com o campo Magnético da Terra.
Aurora Boreal observada na Estação Espacial...

Os lado escuro(oculto) e claro(visivel) da Lua e seus Misterios...

foto #moreijo
Sempre se considerou que a base para o desenvolvimento da vida, e para possíveis colônias terrestres, fosse a água. E qual não foi a surpresa ao se descobrir que havia um depósito de gelo na superfície lunar, para ser mais exato no Polo Sul da Lua. Ela, que sempre encantou os poetas, agora encanta os cientistas da pesquisa espacial, que criaram a missão Lunar Prospector especialmente para confirmar esse achado. Claro que, na Lua, não é o caso de existir vida, uma vez que falta uma atmosfera para proteger os seres vivos da radiação cósmica proveniente do espaço. Fonte: revistasextosentido.com.br
Visto da Terra, o satélite apresenta fases e exibe sempre a mesma face (situação designada como acoplamento de maré), fato que gerou inúmeras especulações a respeito do teórico lado escuro da Lua, que na verdade fica iluminado quando estamos no período chamado de Lua nova. Seu período de rotação é igual ao período de translação. A Lua não tem atmosfera e apresenta, embora muito e…

Cinturão de Fotons...

Vejam este vídeo esclarece algumas coisas sobre o tão falado ano de 2012...esta postagem e um pedido de meu amigo( Lyson ) nhamundaonline.com da comunidade diHITT...


O sistema solar gira em torno de Alcione, estrela central da constelação de Plêiades que está a 500 anos-luz da Terra. Esta foi a conclusão dos astrônomos Freidrich Wilhelm Bessel,  Paul Otto Hesse, José Comas Solá e Edmund Halley, depois de estudos e cálculos minuciosos. Nosso Sol é, portanto, a oitava estrela da constelação - localizada a aproximadamente 28 graus de Touro -  e leva 26 mil anos para completar uma órbita ao redor de Alcione, movimento terrestre também conhecido como Precessão dos Equinócios. A cada dez mil anos o Sistema Solar penetra por dois mil anos no anel de fótons, ficando mais próximo de Alcione. A última vez que a Terra passou por ele foi durante a "Era de Leão", há cerca de doze mil anos. Na Era de Aquário, que está se iniciando, ficaremos outros dois mil anos dentro deste disco de radi…

Constelação de Escorpião

A constelação de Escorpião é uma das quemais se destaca. Notávelporsuaextensão, forma e pelariqueza, Scorpius (nomelatino) sempre surpreendeu aquelesquese dedicam à astronomianosúltimosmilhares de anos.
Constelação de Escorpião
Fonte: betow.wordpress.com/2007/06/



Região da constelação de escorpião

Fonte: gui.pro.br/astronomia/images/photo.gallery.htm







Este foi um dos classicos da minha vida

Este classico que levou eu a gostar de filmes e series de ficção, aproveitei todos os momentos na epoca, nunca esquecerei...fuiiiiiiiiii
Jornada nas estrelas Serie Clássica (veja o vídeo)
Star Trek (no Brasil, Jornada nas Estrelas; em Portugal, O Caminho das Estrelas) é uma série de televisão norte-americana de ficção científica criada por Gene Roddenberry, produzida pela Desilu Productions (mais tarde pela Paramount Television) e exibida pela NBC de 8 de setembro de 1966 até 3 de junho de 1969.[1]
Apesar de seu título ser Star Trek, adquiriu o retrônimo de Star Trek: The Original Series para se diferenciar de suas sequências e do universo ficcional criado. Ela se passa no século XXIII. A série segue as aventuras da tripulação da nave estelar USS Enterprise, comandada pelo Capitão James T. Kirk, o Primeiro Oficial Comandante Spock e o Oficial Médico Chefe Leonard McCoy. O monólogo de introdução narrado por William Shatner em cada episódio estabelece o propósito da nave:
“Espaço: a fro…