Postagens

Mostrando postagens com o rótulo asteroides

Cinturão de asteroide e Cinturão de Kuiper

Imagem
A cintura de asteroides, Cinturão de asteroides ou ainda Cintura interna de asteroidesé uma zona do espaço entre Marte e Júpiter onde se localiza um grande número de asteroides e o planeta anãoCeres, que é o maior corpo celeste do cinturão.
Esta faixa tornou-se conhecida também como Cintura Principal, contrastando com outras concentrações de corpos menores como, por exemplo, os asteroides troianos que coorbitam com Júpiter.Crê-se que, durante o primeiro milhão de anos da história do sistema solar, os planetas formaram-se por agregação de protoplanetas. As colisões sucessivas levaram aos típicos planetas rochosos e aos de núcleo gasoso.No entanto, nesta zona do sistema, a forte gravidade de Júpiter impossibilitou as últimas fases, e os protoplanetas não conseguiram agrupar-se num único planeta. Assim, continuaram a orbitar o Sol como antes. Neste sentido, a cintura de asteroides pode ser considerada uma relíquia do sistema solar primitivo, embora muitas observações apontem para uma evol…

Cometas e Asteróides

Imagem
Cometa Wild : foto sonda Deep Impact.
A palavracometaé originada da palavra do Latimcometes que vem da palavra da língua gregakomē, que significa "cabeleira da cabeça".A maioria doscometas tem três partes: 1. um núcleosólido ou centro; 2. uma cabeleira, ou cabeça redonda que envolve o núcleo e consiste em partículas de poeira misturadas com água, metano e amoníaco congelados; e 3. uma longa cauda de poeira e gases que escapam da cabeleira.Os cometas são compostos largamente por gelos voláteis e com órbitas bastante excêntricas, geralmente com um periélio dentro das órbitas dos planetas interior e com afélio para além de Plutão. Cometas com pequenos períodos também existem; contudo, os cometas mais velhos que perderam todo o seu material volátil são categorizados como asteróides. Alguns cometas com órbitas hiperbólicas podem ter sido originados de fora do sistema solar.De momento, os astros da nuvem de Oort são hipotéticos e encontram-se em órbitas entre os 50 000 e os 100 000…