Mostrando postagens com marcador asteroides. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador asteroides. Mostrar todas as postagens

agosto 29, 2009

Cinturão de asteroide e Cinturão de Kuiper


A cintura de asteroides, Cinturão de asteroides ou ainda Cintura interna de asteroides é uma zona do espaço entre Marte e Júpiter onde se localiza um grande número de asteroides e o planeta anão Ceres, que é o maior corpo celeste do cinturão.

Esta faixa tornou-se conhecida também como Cintura Principal, contrastando com outras concentrações de corpos menores como, por exemplo, os asteroides troianos que coorbitam com Júpiter.Crê-se que, durante o primeiro milhão de anos da história do sistema solar, os planetas formaram-se por agregação de protoplanetas. As colisões sucessivas levaram aos típicos planetas rochosos e aos de núcleo gasoso.No entanto, nesta zona do sistema, a forte gravidade de Júpiter impossibilitou as últimas fases, e os protoplanetas não conseguiram agrupar-se num único planeta. Assim, continuaram a orbitar o Sol como antes. Neste sentido, a cintura de asteroides pode ser considerada uma relíquia do sistema solar primitivo, embora muitas observações apontem para uma evolução das condições físicas, pelo que os asteróides não podem ser considerados como objetos estáticos. 
Em oposição, crê-se que os objetos da cintura de Kuiper, cintura de asteroides além da órbita de Plutão, sofreram poucas alterações desde a formação do sistema solar. Chamam-se também planetóides ou planetas menores.Outra hipótese da sua existência é a colisão de dois grandes protoplanetas, entre a órbita de Marte e Júpiter, que se destruiram em milhares de pequenos detritos. Essa colisão pôde também afectar seriamente Marte, razão pela qual num dos lados de Marte existem muitas crateras de impacto de meteoros, e possivelmente Júpiter, que pode ser atingido, mas por ser um gigante gasoso não existem provas de tal impacto.

imagem: http://www.cdcc.sc.usp.br/cda/aprendendo-basico/sistema-solar/cinturao-de-kuiper.html

A Cintura de Kuiper (Cinturão de Kuiper, no Brasil), também chamada Cintura de Edgeworth ou Cintura de Edgeworth-Kuiper, é uma área do sistema solar que se estende desde a órbita de Neptuno (a 30 UA doSol) até 50 UA do Sol. Os objetos do cinturão de Kuiper são comumente chamados de KBO (Kuiper belt object).
Sua existência foi sugerida por Gerard Kuiper(1905-1973) em 1951. Em 1993, Miles Standish reanalisou os dados, e descobriu que a anomalia era menor. No entanto, desde a descoberta de 1992 QB1 - o primeiro objeto nesta região -, já foram catalogados mais de mil outros pequenos objetos transneptunianos
Acredita-se que nesta região existam mais de 100 mil pequenos corpos celestes.Destes, são conhecidos oito com diâmetro de quase ou mais de 1000 km inclusive um que é definitivamente maior que Plutão.A origem do cinturão de Kuiper é incerta, mas acredita-se que seus objetos são remanescentes da nebulosa protossolar que deu origem aos planetas. KBOs são rochas congeladas contendo metano, amónia e água com tamanhos que podem variar de 100 a 1000 km, com alguns maiores que isto. Estima-se que no passado eram maiores e mais numerosos, mas interacções com os planetas (principalmente Netuno) e colisões mútuas acabaram por expulsar boa parte deles, seja em direção ao Sol ou planetas internos, como Júpiter, seja para regiões externas do Sistema Solar, para região da nuvem de Oort que será tema da proxima postagem...valeu...fuiiiiiiii

agosto 23, 2009

Cometas e Asteróides

Cometa Wild : foto sonda Deep Impact.


A palavra cometa é originada da palavra do Latim cometes que vem da palavra da língua grega komē, que significa "cabeleira da cabeça".

A maioria dos cometas tem três partes: 1. um núcleosólido ou centro; 2. uma cabeleira, ou cabeça redonda que envolve o núcleo e consiste em partículas de poeira misturadas com água, metano e amoníaco congelados; e 3. uma longa cauda de poeira e gases que escapam da cabeleira.Os cometas são compostos largamente por gelos voláteis e com órbitas bastante excêntricas, geralmente com um periélio dentro das órbitas dos planetas interior e com afélio para além de Plutão. Cometas com pequenos períodos também existem; contudo, os cometas mais velhos que perderam todo o seu material volátil são categorizados como asteróides. Alguns cometas com órbitas hiperbólicas podem ter sido originados de fora do sistema solar.De momento, os astros da nuvem de Oort são hipotéticos e encontram-se em órbitas entre os 50 000 e os 100 000 UA, e pensa-se que esta região é a origem dos cometas de longo período.O novo planetóide Sedna com uma órbita bastante elíptica que se estende por cerca de 76 a 928 UA, não entra como é óbvio nesta categoria, mas os seus descobridores argumentam que deveria ser considerado parte da nuvem de Oort.

Asteroide Eros

Um asteróide é um corpo menor do sistema solar, geralmente da ordem de algumas centenas de quilômetros apenas. É também chamado de planetóide. O termo "asteroide" deriva do grego "astér", estrela, e "oide", sufixo que denota semelhança.

Os asteróides são astros menores do que os planetas, normalmente em forma de batata, encontrando-se na maioria na órbita entre Marte e Júpiter e são compostos por partes significativas de minerais não-voláteis. Estes são subdivididos em grupos e famílias de asteróides baseados em características orbitais específicas. Nota-se que existem luas de asteróides, que são asteróides que orbitam asteróides maiores, que, por vezes, são quase do mesmo tamanho do asteróide que orbitam.Os asteróides troianos estão localizados nos pontos de Lagrange dos planetas, e orbitam o Sol na mesma órbita que um planeta, à frente e atrás deste.As sementes das quais os planetas se originaram são chamadas de planetésimos: são corpos subplanetários que existiram durante os primeiros anos do sistema solar e que não existem no sistema solar recente. O nome é também usado por vezes para referir os asteróides e os cometas em geral ou para asteróides com menos de 10 km de diâmetro.

origem: wikipedia.org

Tiamat ou planeta Terra?

  Segundo Zecharia Sitchin( teórico que defende a origem da humanidade a seres extraterrestres) , existe seres cujo nome e conhecido como ...